Divã Veterinário
Consumidores Conscientes

Frangos e o Bem-Estar

Mayra Catharino433 views

Ai ai, por que a vida é tão corrida assim? As férias já estão quase no fim e eu não fiz nem metade dos posts que gostaria. Mas apesar dessa correria toda, não trocaria nenhum instante da minha vida.

Semana passada participei do III Congresso Brasileiro de Bioética e Bem-Estar Animal. O evento foi maravilhoso e aumentou muito minha vontade de estudar sobre o bem-estar. E ainda mais importante, aumentou a vontade de esclarecer a população. – Sinto uma necessidade constante de informar as pessoas. Acho que o esclarecimento é a chave para diminuirmos os acidentes, os maus hábitos e até mesmo o sofrimento dos animais.

Então, continuando nesse ritmo, vamos falar sobre o bem-estar dos frangos de corte.

Frangos e o Bem-Estar 1

A produção de aves para corte é feita em galpões relativamente pequenos para tantas aves, geralmente com sistemas de luz artificial. Tudo isso para garantir o máximo de eficiência no ganho de peso.

Não que produtividade seja uma coisa ruim, porém o sistema tradicional leva em consideração números e não qualidade de vida dos animais. As aves podem até não sofrer nesse tipo de criação, mas isso não significa uma vida boa e digna. – E particularmente acho que já passou da hora do mundo ser mais humano.

Frangos e o Bem-Estar 2

Para entender um pouco sobre a certificação que falarei a seguir, basta ler o post “Ovos e Bem-Estar”. Se você acompanha o Divã Veterinário há mais tempo e já leu, vem comigo!

No quesito alimentação, a Certified Humane exige alimentos saudáveis, nutritivos e o mais frescos possíveis, levando em conta a espécie em criação. Os animais devem ter fácil acesso ao alimento, não ultrapassando 4 metros a distância dos animais aos comedores e bebedores. São proibidas proteínas originada de aves, exceto de ovos. Antibióticos só devem ser administrados por razões terapêuticas e orientados por um médico veterinário. E os promotores de crescimento são expressamente proibidos. – Lembrando que hormônios já são proibidos por lei no nosso país, porém os antibióticos são muito utilizados profilaticamente.

Frangos e o Bem-Estar 3

Já na área das instalações, as exigências que chamam mais atenção são: a proibição de alojamento em gaiolas e em pisos com arames ou ripas e a escolha da cama para permitir o “banho de areia”, um comportamento natural da ave.

A iluminação também é levada em conta nas normas e garante 6 horas contínuas de escuridão (exceto quando o período natural for menor). Isso é muito importante, pois a luz artificial é utilizada nas criações tradicionais para aumentar a ingestão de alimentos pelos frangos. Mudanças no programa de iluminação necessitam obter permissão escrita do escritório da Humane Farm Animal Care.

Há uma exigência sobre enriquecimento ambiental para os frangos. Ela pode ser cumprida com poleiros e/ou fardos de palha ou fenos – Achei que deveriam trabalhar mais esse quesito, porém já é alguma coisa.

A alimentação em área externa é um dos pontos principais, exigindo boa drenagem, saídas bem projetadas, sombras e proteção contra predadores. Os animais a partir da 4ª semana deverão ter acesso a essa área externa, no mínimo, 8 horas por dia (exceto quando o período de luz natural for inferior a esse) – Nem preciso dizer que essa exigência faz total diferença na vida do animal, né?!

Frangos e o Bem-Estar 4

O padrão de criação de frangos de corte pela Humane Farm Animal Care é bem completo, muitas vezes acompanhado de números e medidas, e abrange uma série de outros itens que não citei aqui, como a ventilação das instalações, gerenciamento, saúde, transporte, eutanásia emergencial, o processamento, entre outros. – Para os que se interessaram e quiserem se aprofundar no padrão, deixarei o link no final do post.

Vocês lembram da Korin, aquela empresa que produz ovos visando o bem-estar animal? Pois bem, ela também possui certificado em sua criação de frangos para corte. Infelizmente, (ainda) é a única empresa brasileira produtora de frangos que carrega o certificado, mas já é uma alternativa para as pessoas que querem consumir produtos de origem animal, porém não abrem mão de um tratamento mais humano.

Frangos e o Bem-Estar 5

Esse texto dos Consumidores Conscientes talvez seja o que instiga menos a reflexão do leitor, mas gostaria muito de lembrar que já possuímos uma opção mais humana, que temos a chance de tornar o mundo um lugar melhor, tanto para os seres humanos, quanto para os animais. Eu acredito plenamente que o bem-estar animal é um passo na direção correta e peço para que todos que acreditem nisso, compartilhem das informações, estimulem os produtores corretos … Enfim, façam sua parte como cidadãos e humanos!

 

Um super beijo e até a próxima!


Literatura utilizada:

  1. Padrões de produção de frangos de corte segundo o bem-estar animal – Certified Humane. Disponível em <http://brazil.ecocert.com/sites/brazil.ecocert.com/files/frangos_de_corte_-_broiler_chickens.pdf> Acesso em 14 ago. 2014.

Redes sociais do blog: Facebook ♥ Instagram ♥ Twitter ♥ Youtube.

Direitos Autorais das imagens | Copyright – clique aqui.

Mayra Catharino
Médica Veterinária pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), apaixonada por fotos e bichos. Enxergou na internet a oportunidade de ajudar pessoas e pets, se encantando pela blogosfera, criando assim o Divã Veterinário. Para saber mais, clique aqui

Gostou? Então comenta!