Divã Veterinário
Doenças

Obesidade em pequenos animais

Mayra Catharino2 comments505 views

De uns tempos para cá, muitos questionamentos surgiram em torno das rações. Uma boa parcela dos médicos veterinários e pessoas que trabalham com cães e gatos acreditam que esse tipo de alimentação pode trazer malefícios à longo prazo. Essa, com toda certeza, é uma gigantesca discussão e que não iremos abordar hoje. O foco desse texto será a alimentação errada.

Mas por quê eu citei a polêmica em torno das rações?

CatDogEatingWSLarge

Acontece que muitas pessoas, ao tentarem modificar a alimentação de seu pet, não procuram um médico veterinário. E essa tem sido minha maior preocupação com toda essa nova pauta. – Uma boa alimentação é uma das principais características de um animal saudável!

Nutrição é um assunto sério, complexo e que exige muito estudo. É necessário um enorme conhecimento tanto dos alimentos, quanto das características e necessidades de cada espécie. Cães e gatos são divergentes física, morfológica e metabolicamente. Sendo assim, necessitam de quantidades diferentes dos nutrientes. Sem contar as alterações individuais, pois cada animal é único e reage da sua maneira a determinada dieta. – Esse é um assunto tão rico e extenso que já existem vários médicos veterinários se especializando em nutrição.

Um dos mais frequentes distúrbios, que acompanham a alteração de dieta, sem acompanhamento veterinário, é a obesidade. Mas não se engane, a alimentação natural errada não é o único causador desse problema: Quantidades excessivas de ração ou petiscos inapropriados podem levar o animal ao excesso de peso.

fat-dog

Além de uma ingestão excessiva de calorias, outros fatores como ausência ou baixa quantidade de exercícios físicos, diminuição do metabolismo e utilização mais eficiente dos nutrientes podem levar a obesidade. – Porque analisando de maneira muito simplista, a obesidade surge quando a energia consumida é maior do que a energia gasta. Logo, se aumentarmos a ingestão ou diminuirmos o consumo, teremos energia em excesso. Conclusão: Cachorros e gatos obesos!

Outro importante ponto a se levar em consideração é que algumas raças já possuem propensão a esse distúrbio, entre elas estão: o Labrador Retriever (1), Cairn Terrier (2), Pastor de Shetland (3), Basset Hound (4), Cocker Spaniel (5), Dachshunds (6) e o Beagle (7).

montagemB

A idade também é uma preocupação. Obesidade em animais jovens é um acontecimento mais sério, pois o corpo está na fase de crescimento e desenvolvimento. O ganho de peso excessivo em filhotes, não vai resultar só no aumento de tamanho dos adipócitos (células que armazenam os triglicerídeos), e sim no aumento do número dessas células. – Por isso, atenção ainda maior na alimentação dos pequeninos!

Já em animais adultos, o único acontecimento é o aumento de volume e não da quantidade, tornando o tratamento um pouquinho mais fácil.

fat-cat-752x501

A obesidade é uma doença muito preocupante, pois é um fator altamente predisponente à uma série de outros problemas, como por exemplo:

  • doenças do sistema locomotor e das articulações.
  • alterações cardiopulmonares e endócrinas, como por exemplo diabete mellitus.
  • aumento da susceptibilidade às enfermidades infecciosas.
  • aumento dos riscos cirúrgicos.

_48500715_annan_scot

Espero que esse post tenha sido útil para alertar um pouquinho sobre a necessidade de uma alimentação balanceada e de um acompanhamento veterinário. Obesidade é uma doença séria e está cada vez mais comum! – Não esqueça de compartilhar essa matéria para me ajudar a levar essas informações adiante. 

Um super beijo e até a próxima!


Literatura utilizada:

  1. SIMPÓSIO DE PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA DA REGIÃO SUL DO BRASIL, 2, 2005, Porto Alegre, RS. Anais. Porto Alegre, RS: UFRGS, Laboratório de Análises Clínicas Veterinárias, 2005, pág 82. – clique aqui.
  2. LAZZAROTTO, Joelsio José. Revisão de Literatura – Relação entre Aspectos Nutricionais e Obesidade em Pequenos Animais. Revista da Universidade de Alfenas, Alfenas, MG, v.5 ,p.33-35, 1999. – clique aqui.

 

Redes sociais do blog: Facebook ♥ Instagram ♥ Twitter ♥ Youtube.

Direitos Autorais das imagens | Copyright – clique aqui.

Mayra Catharino
Médica Veterinária pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), apaixonada por fotos e bichos. Enxergou na internet a oportunidade de ajudar pessoas e pets, se encantando pela blogosfera, criando assim o Divã Veterinário. Para saber mais, clique aqui

2 Comments

  1. Eu super adorei a matéria! Compacta, mas com tudo o que é necessário saber sobre essa doença nos nossos amáveis bichinhos. Parabéns, vou compartilhar!

    1. Muito obrigada, Anna!
      Eu tento ao máximo fazer matérias curtas, pois sei que textos longos desanimam grande parte dos leitores.

      Obrigada pelo apoio.
      Beijos!

Gostou? Então comenta!